Tlac… tlac… tlac… – cap 34

voltar
atualizado 17 maio 2018 Deixar comentário
Um horizonte da Ruta 18

 

por Renato Renato; colaboração de Aléxis Góis

Um estranho barulho surgiu em nossa viagem. Fomos surpreendidos com um ruído vindo de algum ponto específico da lataria avariada de El fuca blanco. Se a cara de Julinho estalou de surpresa nesta passagem, como esbocei no capítulo anterior, a minha cara ficou ou deve ter ficado roxa de interrogação. Interiorizei: El fuca, enfim, emite sinais de sua propalada mecânica duvidosa… Súbito, fiquei contente. Muito contente, na verdade. Na verdade verdadeira, eu fiquei eufórico. Será que o carro vai quebrar…? Eu começaria a esboçar a explosão de um riso tosco na base de um asfalto quase despovoado na Ruta 18… Pensei alto e em tom de estranha torcida: vai quebrar…! Sem demora, soltei uma gargalhada seguida de engasgamento. Julinho – olhei pro seu semblante ao lado – estranhou meu rompante de demência aparente. Estranhou meu riso pretenso ou escandaloso ou fez cara de estranhamento instantâneo. Em meio ao meu autoproclamado e recorrente riso de louco varrido, Julito simplesmente cantava. Além do reconhecido barulho que dificultava qualquer comunicação dentro do veículo, o percurso entre Río Branco e Vergara seria marcado com um hábito que, estimulado por el condutor, adotaríamos ao longo de toda a viagem: cantar ou reproduzir em trânsito hits libertários de Raul Seixas. Nada de caso pensado, porém; apenas uma forma terapêutica de se integrar à paisagem dos pampas uruguaios que se abria diante de nós… Se me recordo bem, no instante em que percebi o princípio de ruído na lataria do fusca, Julinho reproduzia um refrão seguido de uma caricata melodia: “Hmmmm… Mamãe eu não queriiiiiia… (dom dom dom daum…)”, “Mamãe eu não queriiiiiia… (dom dom dom daum…)”, “Mamãe eu não queriiiiiia… (daum..) servir o e-xér-ci-to”. Se me recordo bem mesmo? Entre um refrão e outro, o barulho inesperado na lataria do volkswagem fabricação 1980 aumentou na proporção oposta que… Tlac… el condutor, percebendo a gravidade da ocorrência… Tlac… tlac… e notando a urgência de sua função premeditada, foi tirando o pé do acelerador, até que o veículo parou por completo. Tlac… tlac… tlac…

(continua)

Leave a Reply